Buscar
  • ENBM

OS HOMENS DE VERDE: os agentes da alimentação a base de vegetais


Uma revolução pacífica vem acontecendo com o passar dos anos sem que se faça notar pela maioria de nós: o crescimento da alimentação a base de vegetais. Pelos mais variados motivos, a população ao redor do globo está optando por excluir alimentos advindos de animais. As 3 principais justificativas (1) são empatia para com os bichinhos, melhora na saúde e consciência ambiental. Em um artigo publicado pela Food Revolution (2), se afirma que o crescimento deste tipo alimentação no Reino Unido cresceu em 600% nos últimos 3 anos. Assim, para muitos, veganismo foi a palavra mainstream de 2017 (3).


Dessa forma, seja por desinformação ou preconceito, diversos mitos acompanham o crescimento do movimento vegano ao longo dos anos. E é para combater essa onda de fake news que o trazemos esse post.


O que veganos comem?

Tudo, só não aquilo de origem animal. Temos uma ideia construída e regada de preconceito de que ser vegano é um constante sacrifício, mas não é! Muitas das receitas do nosso cotidiano são passíveis de transição para uma versão baseada em vegetais.


Vou ficar deficiente em Cálcio e Ferro?

Ao contrário do que a indústria de laticínios nos faz acreditar, existem muitas outras fontes ricas nessas vitaminas. Leites vegetais enriquecidos, folhas verdes escuras, brócolis e leguminosas são exemplos bem acessíveis de sais mineirais.


E a B12? Explica essa aí.

Mandando a real, a B12 tem que ser suplementada sim porque suas origens vegetais são bem baixas em porcentagem. Mas os níveis de B12 dependem muito mais da produção de fator intrínseco e sua capacidade de “reciclar” do que de sua ingestão de fato. Por isso, muitos carnistas apresentam deficiência da vitamina. (4)


“O fato de a suplementação da vitamina B12 ser necessária em uma dieta vegetariana não significa que a dieta vegetariana não seja natural à nossa espécie. Significa apenas que a nossa espécie está demasiadamente distante do ambiente natural no qual evoluímos, onde a vitamina B12 era suprida pelo consumo frequente de bactérias presentes na água e nos alimentos. Por esse motivo, para contrapormos um problema causado pela modernidade, uma solução igualmente moderna é necessária e essa solução é a suplementação da vitamina.”

– Dr. George Guimarães, nutricionista especializado em dietas vegetarianas (CRN-3 7708).


Tá mas e minhas proteínas?

Uma fadinha morre toda vez que as pessoas esquecem das leguminosas pra fazer uma pergunta dessas. Brócolis, cogumelos, ervilhas, pistache, castanhas e tofu são outras opções também. Dando um google rapidinho já encontramos muitas outras possibilidades.


E a dieta vegana não é mais cara?

Os vegetais e legumes costumam estar entre os alimentos mais saudáveis do mercado, então eu diria que não. É claro que, nas estantes, temos opções para todos os gostos e bolsos, fica a critério de cada um. Um queijo ou requeijão vegano, é, infelizmente, (ainda) mais caro que o de origem animal. No entanto, descobri várias alternativas pro requeijão: húmus, maionese de cenoura ou de manjeiricão, molho pesto, guacamole… e muitas outras.


(PS da vegana que vos escreve: Uma coisa que sempre comento é que me tornar vegetariana e, então, vegana, foi uma revolução da minha relação com a culinária. Sempre adorei cozinhar mas sinto que me foi omitido muitas outras alternativas. Hoje em dia conheço muito mais gostos, temperos e possibilidades).


Eu não ficaria doente mais fácil?

Já foi comprovado, em diversos estudos, que a dieta vegana e vegetariana promove um melhor sistema imunológico do que uma dieta onívora. (5)(6) Além disso, reduzimos o risco de desenvolvimento de câncer e doenças cardiovasculares. (7)(8)

Entendo de onde todo o preconceito vem, fomos nascidos e criados em uma sociedade carnista e que nos dita que este é o correto e o mais saudável. Mas já passou da hora de enxergarmos a verdade com maior profundidade. Deixo com vocês alguns documentários que abordam a temática e sites com muito embasamento científico.


SITES:

https://medium.com/n%C3%A3o-fala-merda

https://www.vista-se.com.br/

https://www.guiavegano.com.br/


DOCUMENTÁRIOS

Cowspirancy

Forks over Knives

Simplesmente Cru

Terráqueos

Você sabe tudo sobre o leite?

Os fantasmas em nossa máquina

Food Choices

A carne é fraca


BIBLIOGRAFIA

  1. https://www.plantbasednews.org/post/2017-the-year-veganism-went-mainstream

(2) https://foodrevolution.org/blog/vegan-statistics-global/

(3)https://www.theguardian.com/lifeandstyle/2018/apr/01/vegans-are-coming-millennials-health-climate-change-animal-welfare

(4)https://www.natue.com.br/natuelife/deficiencia-de-vitamina-b12-em-vegetarianos-e-carnivoros.html

(5) https://www.pcrm.org/health/cancer-resources/diet-cancer/nutrition/foods-and-immunity

(6) https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/139278/000989460.pdf?sequence=1

(7) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3048091/

(8)https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/10408398.2012.736093?journalCode=bfsn20#.V26Jy_nR_IU

115 visualizações

ENBM - Encontro Nacional de Biomedicina Todos os direitos reservados

R. Prof. Dr. Antônio Celso Wagner Zanin, Nº 250, Distrito de Rubião Junior, Botucatu - SP. 

CEP 18618-689 

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - White Circle